Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mosquito sem Travões

Mosquito sem Travões

Emoções

_MG_4647.JPG


Usando da minha inspiração,  

vou escrever este post em poema.

É do fundo do coração

que arranco as palavras, que serão tema.

 

Sinto-me muitas vezes sozinha,

Neste caminho que não sei como percorrer.

Tudo o que amo está tão distante!

Que posso eu fazer?

 

Vivo dilemas diários, que não sei como resolver.

Todas as hipóteses parecem certas

Mas a vida obriga-me a escolher!

 

Vivo momentos e emoções intensamente,

Como se cada um/uma se esgote naquele mesmo segundo.

O que a vida nos dá também acaba por nos tirar.

Não nos dá margem para facilitar!

 

Prefiro viver tudo com muita emoção.

Esgoto sorrisos e lágrimas.

Gravo imagens e palavras para mais tarde recordar,

e, oculto a saudade que teima em ficar!

 

MST

 

 

 

Foto: Autora do Blog "Mosquito sem Travões"

Pessoas Comuns, Ídolos improváveis... JF!

Clave De Sol Notas Musicais Preta - R$ 150,00 em Mercado Livre

Este é o post mais difícil de escrever até hoje.

Há um mês que tento, mas as forças esgotam-se logo após a primeira frase. 

A História habituou-nos a que os heróis partem cedo demais e, por isso, viram lendas. 

Há um mês, mais um ídolo partiu! De ser tão grandioso, também ele virará lenda para todos os que tiveram oportunidade de se cruzar com ele na sua curta existência.

A vida foi-lhe ceifada com apenas 17 anos, da forma mais injusta que conhecemos: um acidente que o apanhou, inocentemente.

Apesar da sua jovem idade, o JF deixou-nos um legado enorme feito de uma personalidade fantástica, rica em dons, em bondade e gestos de graciosidade e amor. Como o admirava! Como admiro os pais que criaram e educaram este ser maravilhoso!

Agora todos estamos de coração despedaçado a partilhar a dor deles, que por mais que tentemos imaginar, não nos sabemos capaz de tal.

Todos os dias acordo a recordar aquele sorriso e boa disposição, com que sempre nos saudava.

Era já dono de uma enorme sabedoria, que aliava à inteligência e humildade e, dessa forma, marcava a diferença.

Era admirável como alguém tão pequenino tinha tanto talento e potencial. 

Há um mês perdemos o sorriso, perdemos a música que ele tocava, que nos enchia os corações e nos alegrava. Perdemos um bocadinho de nós. Somos mais vazios desde então. 

Tento pensar que o tempo amenizará a dor, secará as lágrimas e confortará os nossos corações. Restará para sempre a recordação de um menino lindo, de coração meigo e porte de príncipe! 

Decidi incluí-lo nesta minha rubrica, em gesto de homenagem, porque também ele era e será para sempre, um herói na minha história!

Dedico este post a estes pais, que tanto admiro, e com quem gostaria de partilhar todas as minhas forças, para dessa forma, poder ajudar a aliviar um bocadinho a dor da perda do seu menino de oiro. 

Dedico-o também a todos aqueles que sofrem por perdas semelhantes e que entendem cada palavra.

 

MST